Domingo, 7 de Janeiro de 2007
É bom sermos quem somos.

Foram quase três anos de espera, frustação e raiva. Se não há, porque não pode haver, é evidente que não há solução, ou seja, está o assunto resolvido...por não haver solução. Ponto final! Mas, saber que há, que é possível, saber que é um direito ( que também já não sei se há direitos, porque se os há, pelos vistos, só por conveniência, minha não, é claro), é absolutamente frustrante sentirmo-nos descriminados.

Saber da evoluçaõ que a Net teve, ouvir a "propaganda que aí está ela, em todo o lado e para TODOS" e não ter acesso...fazerem de mim parvo, não aceito, não quero e não devo, porque sei que não sou! Pago impostos como os outros, mas tenho o deficit , não o famoso, mas outro, de viver onde vive pouca gente, embora mui digna e honrada. Então, ficam para trás! Toma lá, que também é democrático. In vestir é onde vivem multidões, porque os votos deles são importantes. Os outros, os do interior, " - bom alguns hão-de cair e sempre dá jeito!

Bom, mas português é portugûes, contemta-se com tudo " ...porque Deus assim quiz" e "... vale mais tarde que nunca". Então que assim seja e Aleluia, já por lá vou andando, na tal Net, compreenda-se e, depois de uma alegria veio outra por acréscimo: " Olá Inês, estás boa?". está sim senhor, está boa graças a Deus, com os Pais junto a ela, que foi bom vê-los, lá longe e no fim, bem perto de mim, aqui em casa. Senti-me importante? Nada disso, senti-me somente cidadão do mundo, por direito próprio.

Mas, por direito próprio só quero contactar com quem gosto, com quem quero, porque o direito é meu.

Gostei de te ver e ouvir Inês.



publicado por oserrano às 18:56
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Ines Moura a 8 de Janeiro de 2007 às 13:53
Afinal a Net é para todos, os que realmente querem entrar neste mundo de globalização . Não é por se estar longe que não se pode estar perto. Foi com muita emoção que recebi a informação de um novo contacto, pelo jovem com quem já há muito tempo falo online. (antes eram as cartas escritas, os telefonemas de vez em quando, agora são as novas tecnologias, porque afinal sempre vivemos longe).
Ainda mais saber que se posso por os meus pais a falar com os seus amigos, que não sou só eu a privilegiada no uso da Hi-tech . Ver a cara de satisfação de todos, para comentarem o tempo, o futebol ou das coisas vulgares da actualidade em geral.
Foi bom e vai continuar a ser, sempre que se quiser.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


posts recentes

...

A Serra da Azinheira

Muito sofre quem é pobre

Cães de raça Portugueses ...

...

Quo Vadis, meu País!

É bom sermos quem somos.

Hipocrisia sem Fronteiras

Pois que seja NATAL

Carro da marca OPEL...NÃO...

arquivos

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

blogs SAPO
subscrever feeds